Faça parte da rede aqui!
Fique por dentro das últimas notícias, eventos, debates e publicações científicas mais relevantes.

A Rede APS lança revista online – gratuita para autores e leitores

No dia 22 de março, a Rede de Pesquisa em Atenção Primária à Saúde lançou o primeiro número de sua revista eletrônica, “APS em Revista”, com periodicidade quadrimestral. Destinada a pesquisadores, profissionais, usuários e gestores da APS, pretende contribuir para a produção de conhecimento teórico e aplicado, e qualificação da gestão dos serviços de saúde. Publicando artigos de desenvolvimento teórico, trabalhos empíricos e ensaios, seu corpo editorial é composto pelos membros do Comitê Gestor da Rede APS e está permanentemente aberta a receber para avaliadores ad hoc dos trabalhos encaminhados à Revista.

O primeiro número contém oito artigos que tratam de múltiplas dimensões que envolvem a APS. O primeiro artigo (Maria Aparecida Turci, Maria Fernanda Lima e Costa e James A. Macinko) procura verificar se existe associação entre a qualidade da APS – medida a partir de seus atributos na visão dos profissionais de saúde – e a qualidade da atenção à saúde na cidade de Belo Horizonte, Minas Gerais. O segundo artigo (Thiago Augusto Hernandes Rocha, Núbia Cristina da Silva, e João Ricardo Nickenig Vissoci), analisa a eficiência dos governos estaduais no que diz respeito aos cuidados de saúde prestados pelas equipes de saúde da família (ESF) em relação à prevenção, controle e acompanhamento do diabetes e da hipertensão. O terceiro artigo (Marcos Aguiar Ribeiro, Izabelle Mont’Alverne Napoleão Albuquerque, Isabel Cristina Kowal Olm Cunha, Fenando Daniel de Oliveira Mayorga, Francisco Rosemiro Guimarães Ximenes Neto e Nayana Cíntia Silveira) identifica, a partir do processo de trabalho de gestores, as estratégias de organização e gestão do cuidado às condições crônicas de Hipertensão Arterial Sistêmica e Diabetes Mellitus na APS no município de Sobral, Ceará. O quarto artigo (Charles Dalcanle Tesser e Armando Henrique Norman) analisa a mudança das práticas médicas a respeito do uso de estatinas como prevenção primária. Na sequência, o quinto artigo Verónica Cristina Gamboa Lizano, procura compreender os sentidos e significados da Promoção da Saúde no contexto da APS no Brasil e no mundo. O sexto artigo (Lucas Resende de Carvalho, Philipe Scherrer Mendes e Pedro Vasconcelos Maia do Amaral) trata da expansão e interiorização do Programa de Saúde da Família (PSF) no território brasileiro. Os artigos seguintes abordam o Programa Mais Médicos (PMM) em distintas perspectivas: o sétimo (Elisandréa Sguario Kemper) visa explicitar se há diferenças na mobilização de competências no exercício profissional entre médicos do PMM e médicos que não são do PMM; e o oitavo (Juliana Goulart Soares do Nascimento) procura avaliar a qualidade da APS nos serviços em que estão inseridos os médicos cubanos do PMM.

É um prazer contar com sua participação contribuindo na superação dos desafios e ameaças aos princípios do SUS, fortalecendo a luta pela sua consolidação como política universal, inclusiva e civilizatória em nosso país.Visite e divulgue a página da APS em Revista (aqui, ou procurando no Google “APS em Revista” – com as aspas), e baixe o primeiro número gratuitamente aqui.

Por Diana Ruiz e Valentina Martufi – doutorandas que contribuem para a REDE APS

Rede APS

Você deve estar logado para postar um comentário

%d blogueiros gostam disto: