• img

    Global Conference on Primary Health Care

    25-26 October 2018

  • img

    Contribuição da Rede de Pesquisa APS/ABRASCO

    Para a formulação de uma agenda política estratégica para a APS no SUS

  • img
  • img

    Mestrado Profissional em Saúde da Família

    Chamada de Seleção Pública 2018 – PROFSAUDE/ MPSF

Faça parte da Rede de Pesquisa em Atenção Primária à Saúde

Busca promover a melhoria da utilização dos resultados em pesquisa para qualificar a gestão e potencializar o conhecimento.

Últimas notícias

Fique informado das últimas noticias da Rede APS

CSP- Atenção primária à saúde no Brasil e os 40 anos de Alma-Ata: reconhecer os desafios para seguir adiante

Cadernos de Saúde Pública - Atenção primária à saúde no Brasil e os 40 anos de Alma-Ata: reconhecer os desafios para seguir adiante&n

Ler mais

Global Conference on Primary Health Care – 25-26 October 2018

From Alma-Ata towards universal health coverage and the Sustainable Development Goals On 25-26 October 2018, the world will come together in Ast

Ler mais

Base de Pesquisa para a história da Atenção Primária à Saúde no Brasil

O Observatório História e Saúde, vinculado ao Departamento de Pesquisa da Casa de Oswaldo Cruz (Fiocruz) e integrante da Rede Observatório de

Ler mais

Lígia Giovanella fala sobre a participação da REDE APS no ABRASCÃO DE 2018

Professora da Escola Nacional de Saúde Pública (Fiocruz) e integrante do comitê gestor da Rede APS, Ligia Giovanella falou sobre o papel da Re

Ler mais

Veja mais notícias


Conheça a Rede

Redes de pesquisa foram estabelecidas em alguns países no contexto da Atenção Primária à Saúde para desenvolver e subsidiar tomadas de decisão baseadas em evidências científicas. Essas redes podem produzir agendas estratégicas de investigação e qualificar a experiência do cuidado. A Rede de Pesquisa em Atenção Primária à Saúde (REDE APS) da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (ABRASCO) busca, em 8 anos atividades, proporcionar a pesquisadores, gestores e trabalhadores do SUS o acesso e o intercâmbio de conhecimento científico nacional e internacional sobre a APS. Suas principais atuações são a discussão do desenvolvimento de políticas brasileiras vinculadas à Atenção Básica, os debates críticos sobre a reformulação da Política Nacional de Atenção Básica, o Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ-AB) e a difusão de pesquisas sobre o Programa Mais Médicos. A REDE APS tem importante influência e manifesta -se criticamente aos retrocessos no SUS promovendo iniciativas para fortalecer o diálogo.